fbpx

PASSADO, PRESENTE E FUTURO!

Este título é muito vago e não diz nada do que vão ler a seguir, mas o objectivo é mesmo esse, deixar a curiosidade sobre o que vem aí…

Espero ter conseguido 😀

Eu normalmente falo de treino ou de algo relacionado com o treino e este post não foge a esse princípio. No entanto, tenho descoberto que há muita coisa no treino, e à volta do mesmo, que tem transferência para o dia a dia e para a forma como nós vivemos.

Neste caso prático de passado, presente e futuro, dou por mim, no meio do treino, a ‘sofrer’ psicologicamente por não me conseguir desligar do passado, não deixar de pensar no futuro e não aproveitar todo o momento do presente.

Ex: Estou no meio de uma série de supino, estou ali a fazer as reps, e quando não consigo estar focado em cada uma das reps, a mente vagueia e pensa em tudo e mais alguma coisa. Acontece-me, por vezes, pensar em treinos anteriores, de como tinha sido mais fácil e como eu já estive melhor. Depois viajo para o futuro e receio o aumento de carga que vou ter que fazer na semana seguinte e que “se hoje está a ser difícil, como será com mais peso?”… Entretanto a série acaba e parece que nem dei a devida importância ao momento presente!

Quando me apercebi desta falha, tratei de trabalhar para a corrigir, e, hoje em dia, cada vez mais consigo estar focado no presente, deixo o passado onde ele deve estar e espero pelo futuro, venha ele quando vier.

Se vocês também sentem o mesmo, vou partilhar 4 estratégias que me têm ajudado a manter o foco durante o exercício:

1ª) Contar as reps em voz alta. Desta forma, a nossa voz quase que abafa o pensamento.

2ª) Pensar no músculo a contrair. Esta é mais cómica mas comigo resultou 🙂 Imagino as fibras a contrair e expandir, quase como se fosse uma animação 3d do músculo… Não sabem o que é? Vejam no youtube. Isto só resulta para cargas moderadas, porque para cargas muito pesadas, o foco tem de estar no mover o peso a qualquer custo!

3ª) Imaginar o sucesso dessa série/exercício. Aqui parece que me estou a contradizer e que estou a dizer para pensarem no futuro. Mas não, é uma projecção diferente. Estou a sugerir que pensem na última rep dessa série. Imaginem que já a fizeram, que conseguiram.

4ª) Visualizem o resultado. Se estão a fazer bíceps, visualizem como vai ficar o músculo no final. Façam cada rep sabendo que é um passo dado para esse objetivo final.

Comigo, estas 4 dicas resultaram, e se por vezes ainda caio nas teias do passado ou nas visões do futuro, cada vez mais os meus treinos são no presente e os resultados também 🙂

No início do post falei sobre a correlação de muitos aspectos do treino com o dia a dia. Como o texto já vai longo, deixo isso para uma parte 2 deste texto que sairá em breve, fiquem atentos 😉

Power to the People!

OUTROS ARTIGOS

O treino de força é muitas vezes subestimado, mesmo quando se trata das mulheres que gostam de treinar. Há varias razões para acharem isso e eu já ouvi inúmeras ao longo destes anos, mas a que está em n.º 1 é: 'Eu não quero ficar muito musculada'!

O voleibol à semelhança de qualquer outra modalidade desportiva requer terminologia específica. Se estás a dar os primeiros passos no mundo do voleibol, é crucial compreender e interpretar a sua terminologia e os seus fundamentos técnicos essenciais.

Como é, pessoal! Estamos no início de um novo ano, e sabem o que isso significa? Tempo de mais uma vez estabelecermos os nossos objetivos de fitness para 2024 e desta vez conseguirmos atingir tudo... ou quase tudo!

Este título é muito vago e não diz nada do que vão ler a seguir, mas o objectivo é mesmo esse, deixar a curiosidade sobre o que vem aí… Espero ter conseguido 😀